Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Biblia
Você Acredita na Volta de Jesus??
Sim! Eu Acredito
Não! Eu Não Acredito
Eu Tenho Minhas Duvidas
Prefiro Não Optar
Ver Resultados

Rating: 3.0/5 (229 votos)




ONLINE
1





Partilhe este Site...




Satanás e seus Demonios
Satanás e seus Demonios

Quem são os demônios?

Os demônios são anjos maus que pecaram contra Deus e hoje, continuamente, praticam o mal no mundo.

 

A origem dos demônios

  • Entre o intervalo de tempo que vai de Gn 1.31, em que tudo era muito bom, e Gn 3.15, em que Satanás na forma de serpente tenta Eva, deve ter havido uma rebelião no mundo angélico.
  • Por causa dessa rebelião, os anjos rebeldes foram afastados da glória da presença de Deus (2 Pe 2.4) e também se tornaram limitados em suas atividades (Jd 6). A expressão “algemas eternas” (Jd 6) não significa que a influência dos demônios foi afastada do mundo e nem que alguns estão presos e outros estão soltos.
  • A causa da queda dos anjos não está muito claramente especificada na Bíblia. Um texto que é uma possível referência é o de Is 14.12-15.

 

 A atividade de Satanás e seus demônios

  • Satanás originou o pecado: Ele pecou antes de qualquer ser humano (Gn 3.1-6; 2 Co 11.3);
  • Os demônios se opõem a toda obra de Deus, tentando destruí-la:
  • a. Levou Eva a pecar contra Deus (Gn 3.1-6) e tentou fazer Jesus pecar e falhar na missão de Messias;
  • As táticas são: Mentira (Jo 8.44), Engano ( Ap 12.9), Homicídio (Sl 106.37, Jo 8.44) e tudo o mais que possa afastar as pessoas de Deus;
  • Tentam cegar as pessoas para o Evangelho (2 Co 4.4) e mantê-las presas a coisas que as impedem de aproximar de Deus (Gl 4.8);
  • Também usam a tentação, a culpa, o medo, a confusão, a doença, a inveja, o orgulho, a calúnia e qualquer outro meio para obstruir o testemunho cristão.
  • Contudo, os demônios estão limitados pelo controle de Deus e têm poder restrito.
  • Jó 1.12; 2.6 - Só fazem o que Deus permite;
  • Jd 6 - Estão presos por algemas eternas;
  • Tg 4.7 - O cristão pode muito bem resistir-lhes por meio da autoridade de Jesus;
  • O pecado é uma influência debilitante e destruidora. Os anjos rebeldes pecaram e, por isso, estão sob essa influência do pecado. Assim sendo, eles são mais fracos que os anjos.
  • e. Os demônios não conseguem prever o futuro, ler a mente das pessoas ou conhecer pensamentos. Só Deus pode fazer isso - Is 46.9,10.

 

O ser humano e os demônios

  • O mal e o pecado vêm, em parte (mas não totalmente), de Satanás e seus demônios
  • No Novo Testamento, dá-se pouca ênfase à discussão sobre a atividade demoníaca na vida dos crentes;
  • A ênfase está em exortar os crentes a não pecar:
  • Em 1 Coríntios, diante do problema da divisão, Paula não repreende o espírito de divisão, mas alerta os cristãos a viverem unidos (1 Co 1.10);
  • Diante do problema do incesto, ele não diz aos coríntios para repreenderem o espírito de incesto, e, sim, para disciplinarem o culpado até que se arrependesse (1 Co 5.1-5);
  • Diante do problema dos cristãos irem ao tribunal processar outros crentes, Paulo não lhes ordena que expulsem o espírito litigante (ou de disputa), mas os exorta a resolver os casos (1 Co 6.1-8);
  • Diante da desordem na ceia do Senhor, Paulo não lhes diz para expulsarem o espírito de desordem, glutonaria ou egoísmo, mas simplesmente que 1 Co 11.33, 28.
  • Em determinadas situações, Deus pode revelar alguma oposição demoníaca que existe na região onde se está pregando o evangelho. E aí os cristãos devem orar e lutar - 1 Co 12.10; 2 Co 10.3-6; Ef 6.12.
  • Apesar da responsabilidade do homem, existem influências demoníacas que podem dirigir pessoas:
  • Criação de falsas doutrinas - 1 Tm 4.1; 2 Tm 2.24-26;
  • A oposição dos judeus era sinal de que eles seguiam o diabo - Jo 8.44;
  • Os atos hostis têm origem no diabo - 1 Jo 3.8;

 

Jesus dá a todos os crentes a autoridade de repreender demônios e ordenar que saiam

  • Exemplos - Lc 9.1; Lc 10.17; At 8.7;
  • Luta Espiritual - Ef 6.10-18;
  • Resistência do diabo - 1 Pe 5.8, 9;
  • A obra da cruz é a base essencial da nossa autoridade - Cl 2.15;
  • A nossa posição de filhos nos dá base para que nos engajemos na guerra espiritual - Gl 3.16.